Fique por dentro dos tipos de manutenção de veículos que existem

6 minutos para ler

Como proprietário ou motorista de um automóvel, é importante garantir que seus veículos estejam em condições de operar e sejam seguros. Além dos benefícios relacionados à segurança, a manutenção adequada mantém os utilitários conservados, diminuem o desgaste de suas peças e evitam surpresas desagradáveis no dia a dia.

Este artigo apresenta os principais tipos de manutenção de veículos, traz mais detalhes sobre as vantagens de manter o cronograma de revisão em dia e os principais itens avaliados durante as inspeções. Acompanhe!

Por que é importante fazer a manutenção dos veículos?

Seguir o calendário de manutenção de um veículo é a melhor maneira de mantê-lo funcionando nas melhores condições possíveis. A falta de inspeção faz com que os itens se desgastem mais rápido, afetando no seu desempenho.

O motorista pode ser pego de surpresa, já que o carro pode parar de funcionar durante o dia a dia, sofrer uma pane ou, em casos mais graves, sofrer um acidente por conta do mau funcionamento de freios e outros itens de segurança.

Além disso, uma peça estragada pode levar a outros danos, aumentando consideravelmente o valor que seria pago se o carro tivesse passado pela revisão.

A manutenção evita esses problemas e traz vários benefícios associados, incluindo:

Facilidade na revenda

O histórico de serviços completos dá segurança ao possível comprador. A substituição de peças desgastadas diminuem as chances de acontecer algum problema durante o rodar. Por esse motivo, os carros costumam desvalorizar menos na hora da revenda, e os proprietários não encontram muitas dificuldades em encontrar um novo comprador.

Saúde do motor

Trocar o óleo do motor e o filtro de óleo todos os anos mantém as peças lubrificadas, o que aumenta a eficiência do combustível e preserva a saúde do motor.

Quais os tipos de manutenção?

Para descobrir se você realmente está cuidando do seu veículo, confira os tipos de manutenção.

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva consiste na manutenção programada para reparos de componentes e inspeções dos veículos, realizados por uma pessoa qualificada. Os principais objetivos são garantir que veículos e seus equipamentos estejam operando corretamente, evitando problemas.

Sendo assim, como o nome sugere, detecta problemas com antecedência, corrigindo e prevenindo as falhas antes que se agravem e exijam a manutenção corretiva — vamos falar dela em seguida.

O programa de manutenção preventiva deve ser completo, regular e de acordo com a frequência estabelecida pelo fabricante, garantindo a segurança e as condições de uso adequado para a estrada.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva é aquela em que o veículo é submetido após uma falha, quebra ou mau funcionamento. Geralmente, o motorista é avisado de que algo não anda bem porque o carro emite um alerta, apresenta uma mudança no seu desempenho ou o automóvel simplesmente para de funcionar.

Veículos podem ser submetidos à manutenção corretiva justamente quando as manutenções preventivas estão em falta. No entanto, a má qualidade dos itens instalados e, até mesmo, o uso inadequado do carro e dos seus componentes podem fazer com que reparos e trocas sejam necessários — e, na maioria dos casos, acabam custando bem mais caro do que a troca preventiva.

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva se assemelha a preventiva. A diferença é que o mecânico especializado no modelo ou na montadora faz a troca de itens que acabaram apresentando falhas antes do tempo indicado pelo fabricante das peças ou do carro. Isso pode acontecer por causa do mau uso do veículo e dos seus componentes.

Um exemplo clássico de acessório que necessita de manutenção preditiva são os pneus. Seu tempo de vida útil dura em média 60 mil quilômetros. No entanto, quando o motorista deixa de calibrar adequadamente, não se importa com alinhamento ou balanceamento, dirige muito rápido, entre outras falhas, pode reduzir esse tempo consideravelmente.

Como resultado, para continuar rodando com segurança, deve fazer a troca do pneu antes dessa quilometragem ser atingida.

Contudo, a manutenção preditiva é mais comum nas locadoras de veículos e empresas que tem uma frota de automóveis. Para garantir a integridade dos motoristas, mecânicos capacitados cuidam da conservação dos utilitários e m tempo integral.

Proprietários que têm hobbies ligados ao automobilismo — como colecionadores de carros antigos ou aficionados por alguma montadora, ou modelo — costumam estudar e conhecer as técnicas de reparo do seu automóvel.

Com isso, realizam a própria inspeção de cada item, além de ter mais facilidade para perceber quando algum componente não está funcionando de maneira adequada. No entanto, a prática só é recomendada para aqueles que realmente entendem de mecânica.

Manutenção Detectiva

A manutenção detectiva tem os mesmos objetivos da manutenção preventiva e preditiva. A diferença é que, nesse processo, os componentes são testados em funcionamento.

Se você procura uma inspeção de qualidade, é interesse que os demais tipos aqui apresentados sejam acompanhados desse modelo de manutenção, facilitando que possíveis erros ocultos sejam identificados, evitando problemas maiores.

Quais itens costumam ser analisados nas manutenções?

A manutenção dos veículos deve ser realizada em um intervalo de tempo ou quilometragem conforme orientação da montadora. Ou seja, fabricante do carro especifica os intervalos de serviço, criando uma programação de serviço que você deve seguir.

Esse cronograma inclui a substituição de peças e fluidos antigos, bem como inspeções visuais para verificar se os principais componentes ainda estão funcionando corretamente. Pastilhas e discos e de freio são inspecionados para garantir que eles estejam trabalhando adequadamente.

Pneus também são verificados, garantindo estabilidade e aderência, mantendo o alinhamento e o balanceamento em dia. Como já mencionamos, a prática é de extrema importância para aumentar a vida útil do componente e reduzir o risco de acidentes.

A troca de óleo e do filtro de acordo com a quilometragem estabelecida pelo fabricante também são essenciais para garantir o desempenho do veículo.

Você já conhecia os tipos de manutenção do veículo? Como anda o cronograma de inspeções do seu carro? Além de realizar as manutenções de acordo com as orientações do fabricante, não deixe de autorizar o frentista do posto a dar uma conferida na água e no óleo durante o abastecimento. E não esqueça: toda semana, cheque a calibragem dos pneus.

Além das manutenções, os carros necessitam passar pela revisão geral. Saiba mais sobre o assunto. 

Posts relacionados

Deixe um comentário