Quando trocar os pneus, afinal? Conheça a hora certa!

3 minutos para ler

Quando trocar os pneus é um questionamento cercado por muitas dúvidas! No entanto, é uma tarefa extremamente importante, já que rodar com os pneus carecas, com bolhas ou danificados, além de ser perigoso, acarreta multa, é causa de apreensão do veículo e faz o seu carro gastar mais combustível.

No entanto, alguns fatores podem definir a hora certa para se fazer a troca: a maneira como o motorista dirige (freadas, arranque, curvas etc.), o estado da pista onde o veículo trafega, o clima, a manutenção correta, entre outros.

Pensando nisso, no post de hoje, listamos 4 sinais que indicam que chegou a hora de trocar o pneu. Continue a leitura e fique de olho!

1. Identifique se o pneu está careca

Como identificar um pneu careca? Não tem muito mistério, pois o perigo é visível a olho nu. Pneus lisos demais, ou seja, sem os sulcos da banda de rodagem, é um perigo constante, mesmo que ainda seja possível perceber alguns nas laterais.

Para facilitar a vida de todo o condutor, os pneus saem de fábrica com uma marca simples e eficaz de se averiguar quando trocar os pneus. Acompanhe o próximo tópico.

2. Analise a banda de rodagem

Mesmo que o pneu não esteja totalmente careca e aparente estar novo, é preciso ficar atento aos sulcos da banda de rodagem. Eles devem ter uma profundidade mínima de 1,6 mm para escoar a água com eficiência. Vários modelos trazem uma indicação conhecida como o TWI (Tread Wear Indicator). Ela sinaliza quando é preciso fazer a troca.

Porém, se você não conseguir visualizar a marca TWI, pode usar uma moeda de 1 real para conferir se a banda de rodagem está em ordem. Coloque-a nos sulcos do pneu e veja se eles ultrapassam a parte dourada da moeda. Ela tem exatamente 1,6 mm, que é o valor mínimo recomendado.

3. Procure marcas de desgaste

É possível que a validade do pneu já esteja excedida, além de todos os riscos decorrentes do desgaste, a borracha pode estar velha, por isso pode provocar acidentes. Isso ocorre quando o material apresenta ressecamento e trincas e compromete a aderência do veículo com o piso.

A data de validade é indicada por quatro dígitos na lateral do pneu — o DOT (Department of Transportation). Os dois primeiros indicam a semana e os dois últimos apontam para o ano de fabricação. Por isso, cinco anos após a data mencionada, esses pneus não devem mais ser utilizados.

4. Verifique a presença de bolhas

Geralmente, as bolhas são provocadas pelo impacto contra os buracos nas vias ou pancadas contra o meio-fio, ocasionando assim a ruptura da lona dos pneus. O resultado da pressão do ar que empurra a borracha para fora cria a bolha. Além disso, podem surgir durante a montagem dos pneus nas rodas.

Portanto, fique atento às dicas de quando trocar os pneus do carro, não espere que os problemas apareçam. Além disso, procure manter as revisões preventivas sempre em dia. Elas são a melhor forma de evitar dores de cabeça e gastos desnecessários com o seu automóvel.

Gostou das informações? Então siga nossas dicas e curta nossa página no Facebook!

Posts relacionados

Deixe um comentário