Rode por mais tempo: veja os 5 cuidados com pneus que você deve tomar! 

6 minutos para ler

Como já destacamos em vários posts deste portal, a prevenção é uma qualidade determinante para a sua segurança no trânsito. Por isso, seguimos com essa ideia para elaborar um conteúdo especial, explicando a importância de agir com certo cuidado com pneus.

O nosso objetivo é demonstrar uma série de boas práticas, relacionadas tanto à manutenção quanto ao uso adequado desses componentes nas estradas, evitando a aceleração do desgaste e prolongando sua vida útil. Portanto, aproveite o momento e venha conosco aprender mais sobre o tema!

A importância de agir com certo cuidado com pneus

Indiferente às especificações do pneu, entre esses componentes, existe uma verdade que se sustenta: o cuidado é fundamental para aumentar sua durabilidade. Por esse motivo, os pneus que não recebem boas práticas de conservação tendem a apresentar um aumento no desgaste de suas superfícies, tornando-se cada vez mais prejudiciais para a sua segurança.

E é bem aqui que esbarramos na segunda razão para cuidar dos pneus: o impacto que esses componentes exercem sobre o comportamento dinâmico do seu carro. Por interagirem diretamente com a estrada, pneus gastos e descalibrados prejudicam alguns fatores, como a dirigibilidade, o conforto e, até mesmo, a estabilidade, tornando a condução perigosamente imprevisível.

Por último, mas também importante, vale destacar a preocupação financeira. Da forma como entendemos, a negligência com os pneus sempre acaba pesando contra o proprietário, seja no curto, seja no médio, seja no longo prazo. Isso pode ser causado imediatamente pelo aumento no consumo de combustível e, posteriormente, com o desequilíbrio do desgaste entre as diferentes rodas, exigindo substituições antes do tempo previsto.

Os 5 principais cuidados com os pneus

Dito isso, vamos, agora, listar as nossas melhores dicas para que você interaja com os pneus da maneira certa, adotando uma postura preventiva, realizando os procedimentos periódicos, atendendo às recomendações de substituição e se comprometendo com a aquisição de pneus de alta qualidade. Veja!

1. Calibragem

Vamos começar por um procedimento que, apesar de simples, é fundamental para vários aspectos da sua rodagem. A calibragem é a prática de, periodicamente, recalibrar os pneus para a pressurização recomendada pela fabricante. Mas, então, você pode se perguntar: por que preciso fazer isso periodicamente?

A resposta é simples: porque os pneus perdem pressão durante o uso. O próprio estresse causado pelo peso do carro e pelo deslocamento é o suficiente para esvaziar as câmaras pouco a pouco. Nesse sentido, a calibração é uma prática de manutenção preventiva que combate as consequências provocadas por um pneu murcho, como o aumento do consumo de combustível.

2. Condução

Já em um segundo momento, vale destacar a importância de uma condução responsável. Afinal de contas, mesmo que você equipe seu automóvel com pneus de alta performance, dirigir de maneira agressiva, como quando se está em uma pista, é algo extremamente danoso para os componentes, pois esse é um perfil de condução muito exigente para os pneus convencionais, resultando em alto estresse operacional, principalmente em termos de temperatura e velocidade.

Por conta disso, é importante que a sua forma de pilotar seja compatível com o percurso e a proposta dos seu pneus. Ou seja, pneus sobrevivem melhor no habitat para o qual foram projetados — on road para os trajetos urbanos; off road para fora da estrada; all terrain para todos os ambientes e esportivos para as pistas.

3. Escolha

Embora importante, esse é um cuidado frequentemente ignorado pelos consumidores que não conhecem a importância do assunto. Na realidade, a escolha de um pneu vai muito além de selecionar algum entre as melhores marcas. Como apontamos, cada pneu tem um propósito em seu desenvolvimento, sendo fundamental selecionar o modelo compatível com o seu setup — veículo, trajeto e objetivo.

Nesse sentido, destacamos a importância de conhecer o significado das especificações marcadas nas laterais do pneu, sabendo interpretar o índice de velocidade máxima suportada, a carga máxima suportada, o tipo de construção do pneu, o diâmetro interno em polegadas para as rodas, o perfil e a largura.

4. Manutenção

Engana-se quem pensa que pneus são meros círculos de borracha, que não exigem nenhum procedimento de manutenção específica. A realidade é que, assim como qualquer outro componente do veículo, os pneus demandam atenção exclusiva, sendo, inclusive, inspecionados durante uma revisão geral.

O objetivo aqui é atender às manutenções adequadas, realizando ajustes e reparos conforme o recomendado. Os principais procedimentos são:

  • calibragem: pressurização dos pneus para o volume recomendado, evitando o desgaste e controlando o consumo;
  • balanceamento: redistribuição de peso entre as rodas, desacelerando o desgaste e aumentando a vida útil;
  • rodízio: alteração de lugar dos pneus entre as diferentes posições, equilibrando o desgaste entre as rodas;
  • alinhamento: ajuste de direcionamento das rodas, alinhando a trajetória do veículo em linha reta.

5. Substituição

Logicamente, nenhum pneu conta com durabilidade infinita. Ainda assim, quando bem preservados, conjuntos de alta qualidade conseguem rodar por 80 mil km no auge de suas condições operacionais, garantindo um trajeto seguro para os ocupantes.

O importante aqui é saber reconhecer o momento da troca, evitando empurrar essa responsabilidade para frente. Para tanto, você pode conferir o índice TWI, visualizando a hora da substituição quando a superfície de alta banda de rodagem estiver nivelada com o marcador desse índice.

Inclusive, esse é um detalhe crítico para a sua segurança, sobretudo durante uma aquaplanagem. Afinal de contas, esta é a função dos sulcos do pneu: escoar a água com velocidade o suficiente para manter a borracha em contato com o solo. Com um pneu careca, o sulco não é profundo o suficiente para realizar a dispersão, fazendo com que o carro deslize sobre a lâmina de água e, consequentemente, perdendo sua dirigibilidade.

Por último e muito importante: o ambiente da substituição e dos serviços de manutenção. Como sempre frisamos, pneu é coisa séria, um componente determinante para a preservação da sua vida. Por isso, você deve confiar esse nível de responsabilidade a uma empresa absolutamente comprometida com a sua proteção e que tenha reputação no mercado para comprovar tudo isso.

E aí, você gostou deste post explicando a importância do cuidado com pneus? Então, não se esqueça de seguir essas dicas e colaborar para a conscientização dos seus colegas, compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais!

Posts relacionados

Deixe um comentário